"Em fevereiro de 2017 tive uma crise de coluna daquelas. Quando digo daquelas é das bravas, que você anda como lagartixa pelas paredes, que qq movimento parece que sua coluna vai quebrar no meio. Sofro com 3 protrusões. Aí é aquela sessão: pronto socorro, Tramal, dipirona e anti inflamatório na veia e cama. Lá fiquei por quase 20 dias. Então me restava ver TV. Quando assisti aquele programa Bem Estar falando de problemas na coluna. Por razões óbvias, me chamou atenção. O programa falava de diferentes problemas e tinham vários depoimentos. Um me chamou a atenção: o rapaz dizia que já estava com a cirurgia marcada quando falaram para ele da quiropraxia.
Minha dor era tanta, que resolvi buscar um profissional da área. Confesso que tinha muito receio, pois a dor, a postura que era um S triplo e alguém vai te estralar? Doideira, né? Mas quando o desespero é mega, você se apega a qq esperança. Lá fui eu, me arrastando mas fui na minha primeira consulta com todos meus exames. Depois de tudo analisado/estudado, deitei na maca para a primeira sessão. Estala daqui, puxa dali e terminamos. Fiquei surpresa com o resultado. Não sai de lá zerada da dor não, mas sai andando quase normal e me sentia bem melhor. Isso me motivou a voltar na 2ªconsulta, na 3ª, 4ª e assim sucessivamente até hoje, ou seja, um ano de quiro.
Sinto muita falta quando não faço e até o momento não tive nenhuma crise daquelas que me derrubavam.
Sou fã e agora levo minha mãe, para ver os joelhos com artrose, artrite e mais algumas coisinhas.
A única coisa negativa, para mim, foi não ter conhecido a Quiropraxia antes.
Muito obrigada por tudo que fez e faz por mim e minha saúde.
Recomendo a todos. A Milena tem mãos de fadas. !!!!!!
"Em fevereiro de 2017 tive uma crise de coluna daquelas. Quando digo daquelas é das bravas, que você anda como lagartixa pelas paredes, que qq movimento parece que sua coluna vai quebrar no meio. Sofro com 3 protrusões. Aí é aquela sessão: pronto socorro, Tramal, dipirona e anti inflamatório na veia e cama. Lá fiquei por quase 20 dias. Então me restava ver TV. Quando assisti aquele programa Bem Estar falando de problemas na coluna. Por razões óbvias, me chamou atenção. O programa falava de diferentes problemas e tinham vários depoimentos. Um me chamou a atenção: o rapaz dizia que já estava com a cirurgia marcada quando falaram para ele da quiropraxia.
Minha dor era tanta, que resolvi buscar um profissional da área. Confesso que tinha muito receio, pois a dor, a postura que era um S triplo e alguém vai te estralar? Doideira, né? Mas quando o desespero é mega, você se apega a qq esperança. Lá fui eu, me arrastando mas fui na minha primeira consulta com todos meus exames. Depois de tudo analisado/estudado, deitei na maca para a primeira sessão. Estala daqui, puxa dali e terminamos. Fiquei surpresa com o resultado. Não sai de lá zerada da dor não, mas sai andando quase normal e me sentia bem melhor. Isso me motivou a voltar na 2ªconsulta, na 3ª, 4ª e assim sucessivamente até hoje, ou seja, um ano de quiro.
Sinto muita falta quando não faço e até o momento não tive nenhuma crise daquelas que me derrubavam.
Sou fã e agora levo minha mãe, para ver os joelhos com artrose, artrite e mais algumas coisinhas.
A única coisa negativa, para mim, foi não ter conhecido a Quiropraxia antes.
Muito obrigada por tudo que fez e faz por mim e minha saúde.
Recomendo a todos. A Milena tem mãos de fadas. !!!!!!"
 
 
 
 
Nosso paciente Alberto Hosoda já está na fase de manutenção, isto é, com consultas quinzenais. Quando procurou a quiropraxia sentia dores na lombar (lombalgia) com irradiação para as pernas. Hoje está bem e cheio de energia para participar de provas de Rali e muito mais.

Em construção!

 
 
 
Relato de nossa paciente Karin Murrins:
"Sabe aquele jeito que a pessoa idosa sai do carro? Bem devagar, fazendo careta pois dói até a alma para fazer uma força descomunal procurando por todos os impulsos possíveis para levantar daquele banco e conseguir sair daquele carro?
Assim que eu estava quando iniciei o tratamento de Quiropraxia.
Descobri esse tratamento e hoje consigo me locomover, entrar e sair de qualquer carro, sentar e levantar, subir e descer escadas sem travar, levantar e abaixar para apanhar objetos do chão, me virar para olhar para trás ao dar ré no carro, seguir em frente sem medo de "desmontar" ou de sentir dores por causa de algum movimento corporal.
Agradeço aqui às minhas Quiros preferidas do coração: Dayane Arakaki, Aline Ferreira e atualmente Milena Fettback, que AJUSTARAM a minha vida."

© 2023 by RENATO HIROSHY

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now